Ministra Maria Cristina Peduzzi assume presidência do TST em janeiro de 2020

Primeira mulher eleita para presidir o TST, a ministra Maria Cristina Peduzzi assumirá o posto em 19 de fevereiro de 2020 para um mandato de dois anos.
A ministra assumirá o cargo passados pouco mais de dois anos da reforma trabalhista do governo de Michel Temer. “Eu penso que, se a lei foi editada, o juiz tem o dever de aplicá-la”, disse Maria Cristina.
Quando ela estiver à frente da Justiça do Trabalho, uma nova reforma entrará em discussão. O governo federal pretende revisar mais uma vez as leis trabalhistas.
Para a ministra, mudanças são necessárias. “A CLT precisa de muita atualização. A considerar a revolução tecnológica, a reforma foi tímida”, disse em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Fonte: Folha de S. Paulo